Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ad

Ovos com favas e espargos

espargos 1.jpeg

 

Ontem fiz uma visita às Flores da Aldeia e estavam lá umas favas tão mas tão verdes e tenras que não resisti e trouxe-as comigo. Depois de remover a casca e a película, quase não precisam de ser cozinhadas, sabem bem assim. Mas se tiverem uns ovinhos caseiros e uns espargos verdes....

Experimentem, faz-se num instante e o resultado final é tão..... Até me faltam as palavras :D

 

Ingredientes:

1 molho de espargos selvagens

1 chávena de chá de favas tenras, sem casca e sem película

50 gramas de manteiga

4 ovos

1 dente de alho laminado

2 colheres de sopa de nata líquida

Sal e pimenta q.b

 

Preparação:

Arranje os espargos, partindo a extremidade mais grossa com as mãos. 

Coloque um tacho ao lume com água e sal. Assim que ferver, coloque os espargos, deixe ferver por 2 a 3 minutos, escorra e passe-os por água gelada (este processo impedirá que cozinhem demasiado e fará com que mantenham o seu verde intenso). Reserve.

Numa frigideira, coloque a manteiga e leve a fogo médio até derreter. Adicione os alhos, as favas e os espargos, cortados em pedaços com cerca de 2 a 3 centímetros. 

Numa tigela e ajudando-se de um garfo, bata os ovos juntamente com as natas. Verta este preparado na frigideira, tempere com sal e pimenta moída no momento e mexa com uma espátula. Deixe cozinhar até os ovos começarem a coagular. O tempo de cozedura depende do gosto de cada um, se prefere os ovos mais ou menos cozidos.

espargos 3.jpeg

 

espargos 2.jpeg

 

Tarte amandine de pêras

DSC_0054.jpg

De origem francesa, este recheio é muito versátil e fica bem com qualquer fruta.

 

Ingredientes

Para a massa:

200 gramas de farinha

100 gramas de açúcar

75 gramas de manteiga cortada em cubos

1 ovo

 

Para o recheio:

100 gramas de manteiga

100 gramas de açúcar

100 gramas de amêndoa moída

2 ovos grandes

4 pêras

1 pau de canela

 

Preparação:

Descasque as pêras e leve-as a cozer, inteiras, em água com um pau de canela, durante cerca de 8 minutos. Escorra e deixe arrefecer.

Para a massa, misture a farinha com o açúcar e a manteiga. Trabalhe com as pontas dos dedos até obter uma mistura granulada. Adicione o ovo e amasse até obter uma massa homogénea. Faça uma bola, envolva em película aderente e leve ao frio enquanto trata do recheio.

Numa taça, coloque a manteiga e bata até ficar em creme. Adicione o açúcar e bata mais um pouco até ficar bem homogenizado. Adicione os ovos, um de cada vez, sem parar de bater até obter um creme fofo.

Adicione a amêndoa moída e misture bem.

Com a ajuda de um rolo, estenda a massa e forre com ela uma forma de tarte. Pique o fundo com um garfo e verta nela o preparado da amêndoa.

Corte as pêras em metades, faça uns pequenos cortes decorativos e coloque-as sobre o creme, preenchendo a base da tarte.

Leve a forno pré-aquecido a 175º durante cerca de 45 minutos, até ficar dourado e a massa crocante.

 

Preparação na Bimby:

Coloque no copo 200 gramas de farinha juntamente com 100 gramas de açúcar e 75 gramas de manteiga. Triture 10 Seg na Vel 6.

Adicione o ovo e programe mais 5 Seg na Vel 6.

Faça uma bola, envolva em película aderente e leve ao frio enquanto trata do recheio.

 Coloque no copo a manteiga e bata 15 Seg na Vel 3,5.

Adicione o açúcar e bata mais 10 Seg.

Baixe a mistura que ficou agarrada às paredes do copo e programe mais 30 Seg na Vel 3,5. Pelo bocal, adicione os ovos, um de cada vez. Adicione a amêndoa moída e programe 5 Seg na Vel 3.

Com a ajuda de um rolo, estenda a massa e forre com ela uma forma de tarte. Pique o fundo com um garfo e verta nela o preparado da amêndoa.

Corte as pêras em metades, faça uns pequenos cortes decorativos e coloque-as sobre o creme, preenchendo a base da tarte.

Leve a forno pré-aquecido a 175º durante cerca de 45 minutos, até ficar dourado e a massa crocante.

 

Dicas: Para um recheio com mais sabor a amêndoa, adicione 1 colher de sopa de licor de amêndoa amarga ou uma colher de café de essência de amêndoa ao recheio.

Pãezinhos de nozes

DSC_0147.jpg

Porque estes dias tristes e chuvosos me trazem nostalgia dos tempos de infância em que o melhor lanche era um pouco de pão ainda quente com manteiga, hoje trago-vos estes pequenos pães, fofos mas pesados ao mesmo tempo e, sobretudo, cheios de sabor.

Experimentem comê-los, ainda mornos, com um pouco de manteiga...

 

Ingredientes:

325 ml de água

1 colher de sopa de açúcar

1 colher de chá de sal

45 gramas de fermento de padeiro fresco

550 gramas de farinha tipo 65

100 gramas de miolo de noz

 

Preparação:

Aqueça ligeiramente a água, até esta ficar morna. Adicione-lhe o fermento e o açúcar e mexa para dissolver.

Coloque a farinha num recipiente, abra uma cova no centro e coloque nela o fermento diluído, e o sal.

Amasse com as mãos até se despegar das paredes do recipiente.

Transfira a massa para uma bancada polvilhada com farinha e trabalhe-a durante mais um pouco.

Com as mãos enfarinhadas, forme uma bola com a massa e coloque-a num recipiente polvilhado com farinha. Tape com um pano e deixe repousar durante cerca de hora e meia, até dobrar o volume.

Amasse ligeiramente e estique a massa com as palmas das mãos, numa mesa polvilhada com farinha.

Reserve uma colher de sopa do miolo de noz triturado e espalhe a restante na massa.

Enrole, amasse mais um pouco e divida a massa em 10 porções.

Forme pequenas bolas e coloque-as num tabuleiro polvilhado com farinha.

Pincele os pãezinhos com um pouco de água e salpique-os com o miolo de noz reservado e um pouco de farinha. Faça um pequeno corte em forma de cruz no centro e deixe repousar durante mais 20 minutos.

Cozinhe em forno pré-aquecido a 200º durante 25 a 30 minutos.

 

Preparação na Bimby:

Pulverize as nozes na Vel. 5 durante 5 Seg. Reserve.

Coloque no copo a água juntamente com o açúcar e o fermento. Programe 2 Min na Vel 2, a 37º.

Adicione a farinha e o sal e amasse na função Espiga durante 2 Min.

Com as mãos enfarinhadas, forme uma bola com a massa e coloque-a num recipiente polvilhado com farinha. Tape com um pano e deixe repousar durante cerca de hora e meia, até dobrar o volume.

Amasse ligeiramente e estique a massa com as palmas das mãos, numa mesa polvilhada com farinha.

Reserve uma colher de sopa do miolo de noz triturado e espalhe a restante na massa.

Enrole, amasse mais um pouco e divida a massa em 10 porções.

Forme pequenas bolas e coloque-as num tabuleiro polvilhado com farinha.

Pincele os pãezinhos com um pouco de água e salpique-os com o miolo de noz reservado e um pouco de farinha. Faça um pequeno corte em forma de cruz no centro e deixe repousar durante mais 20 minutos.

Cozinhe em forno pré-aquecido a 200º durante 25 a 30 minutos.

DSC_0137.jpg

DSC_0139.jpg

 

 

Tarte de Ruibarbo e amoras

 

DSC_0093.jpg

Ingredientes:

1 embalagem de massa folhada estendida retangular

125 gramas de amoras

150 gramas de açúcar amarelo

1 colher de chá de canela

4 talos de ruibarbo

1 gema de ovo

 

Preparação:

Forre uma forma de tarte com a massa folhada. Pique a base com um garfo e reserve.

Para uma taça grande, corte o ruibarbo em pedaços com cerca de 1,5 a 2 cms. Adicione a canela, as amoras e o açúcar e envolva cuidadosamente com as mãos.

Coloque o preparado anterior na forma.

Decore com a massa folhada que sobrou de forrar a forma e pincele com a gema diluida num pouco de água.

Leve a forno pré-aquecido nos 200º durante cerca de meia hora, até ficar bem dourado.

Retire do forno com cuidado para não se queimar com os sucos e deixe arrefecer um pouco antes de servir.

DSC_0088.jpg

DSC_0090.jpg

 

Nova coleção PARFOIS Desert

Pág. 1/5