Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ad

Bolo Inglês

Último dia das festas natalícias e ainda cá faltava o senhor Bolo Inglês ;) Uma massa densa e saborosa, extraordinariamente enriquecida com o aroma do Vinho do Porto e a textura dos frutos secos.

Ingredientes:
170 gramas de manteiga à temperatura ambiente
300 gramas de açúcar
400 gramas de farinha com fermento
50 ml de Vinho do Porto
50 gramas de miolo de noz
100 gramas de sultanas
225 gramas de frutos cristalizados
2 colheres de sopa de geleia de fruta para pintar

Preparação:
Pré-aqueça o forno a 180º.
Unte uma forma de bolo inglês com manteiga e polvilhe com farinha.
Corte os frutos cristalizados em cubinhos e misture-os com as sultanas, as nozes e uma colher de farinha; envolva-os na farinha (este passo evitará que os frutos afundem).
Bata a manteiga com o açúcar até obter um creme esbranquiçado.
Adicione os ovos, um a um, sem parar de bater.
Bata mais um pouco.
Adicione a farinha e reduza, então, para uma velocidade mais lenta.
Finalmente, adicione a mistura dos frutos secos e bata mais um pouco, ou mexa com a ajuda de uma colher de pau.
Despeje o preparado na forma untada e leve ao forno durante cerca de uma hora
Desenforme ainda morno.
Aqueça a geleia durante alguns segundos no micro-ondas e pincelo o bolo.


Pão de alheira e queijo manchego

Se há coisa que eu gosto e não falta cá em casa é queijo! E se falarmos dos queijos manchegos, curados ou semi-curados já nem vos conto... E se lhe juntarmos um produto tão nosso? Sim, uma bela alheira trazida de Mirandela. Aproveito para fazer referência às  melhores alheiras que já comi até hoje... fica num pequeno centro comercial, em frente ao rio Tua, perto da estação dos combóios, o Fumeiro da Vareira; Se vos atender uma senhora simpática já de idade, maquilhada como uma artista da ópera não tem engano, é a Vareira :D

Ingredientes:
700 gramas de farinha tipo 65 sem fermento mais alguma para polvilhar
300 ml de leite morno
2 colheres de sopa de açúcar
1 colher de chá de sal
1 ovo
40 gramas de fermento de padeiro fresco ou 8 gramas se for seco
75 gramas de manteiga a temperatura ambiente
2 alheiras
1 chávena de queijo manchego ralado

Preparação:
Retire completamente a pele às alheiras e reserve.
Coloque a farinha num alguidar. Adicione o açúcar, o ovo, a manteiga cortada em pedaços e o fermento. Comece a amassar e adicione o leite. Assim que os ingredientes começarem a ligar, adicione o sal. Amasse até se descolar das mãos, adicionando um pouco mais de farinha caso seja necessário. 
Transfira a massa para uma bancada polvilhada com farinha e trabalhe-a, batendo com ela na mesa e dando voltas durante cerca de 5 minutos. Forme uma bola e volte a colocá-la no alguidar. Tape com película aderente e deixe levedar durante pelo menos uma hora em local morno, ou até que duplique o volume.
Ligue então o forno a 190º.
Com a ajuda do rolo da massa, estique-a de forma a obter um rectângulo com cerca de 1,5 a 2 cm de espessura. Espalhe por cima a alheira e polvilhe com metade do queijo ralado. Enrole e corte porções com cerca de 6 cm.
Coloque os mini-rolos numa forma grande, voltando os extremos para cima, de modo a que se vejam as camadas.
Polvilhe com o queijo ralado restante e leve ao forno durante cerca de meia hora. 
Se sobrar massa, dê asas à imaginação e coloque-a dentro de ramekins ou faça pequenas tranças... ;)





Mini Pavlovas com iogurte grego e fruta fresca

Depois dos doces de Natal vem sempre a "reciclagem"de claras, por exemplo, que amigos nos oferecem e da fruta que vem parar a casa em grandes quantidades, seja das árvores cá do quintal ou de vizinhos... Esta pareceu-me a forma mais simpática de aproveitar tanta clara... Usei kiwis e clementinas, mas experimentem com dióspiro, laranja, manga... A ideia e mesmo usar a fruta que se tem à mão, e de preferência que não seja muito doce, para contrastar a doçura do merengue fazer com que nos sintamos menos "culpados"...

Ingredientes:
6 claras de ovo
300 gramas de açúcar
1 colher de sopa de vinagre
1 colher de sopa de Maizena

Para o recheio:
2 iogurtes gregos naturais sem açúcar
6 kiwis
6 clementinas
Açúcar em pó e cacau q.b para polvilhar

Preparação:
Pré-aqueça o forno a 150º;
Bata as claras em castelo até começarem a formar picos;
Gradualmente e sem parar de bater, adicione o açúcar;
Adicione a Maizena e bata mais um pouco;
Finalmente, adicione o vinagre, bata até estar tudo bem misturado e passe o preparado para um saco pasteleiro com boquilha lisa.
Corte uma folha de papel vegetal do tamanho de um tabuleiro grande e desenhe nela 12 círculos com cerca de 8/10 cms de diâmetro. Dê a volta ao papel, coloque-o no tabuleiro e, com a ajuda do saco pasteleiro, preencha os círculos com as claras.
Leve ao forno, reduza a temperatura para os 130º e deixe cozinhar, sem abrir a porta do forno, durante 1 hora. Desligue e espere que as pavlovas arrefeçam completamente dentro do forno.
Para o recheio, descasque e corte os kiwis  e as clementinas em gomos.
Disponha uma colherada de iogurte num disco de pavlova e  decore com a fruta. Sobreponha outro disco e termine polvilhando com açúcar em pó e cacau.


Bolo de Noz e natas



Bom dia!!
Primeiro post de 2015...
Em primeiro lugar, agradecer a todos aqueles que me seguem, que experimentam as minhas receitas e que, com todo o carinho, fazem um "like" e partilhas na página do Facebook. Eu sei que estive uns dias off, mas às vezes também é preciso dedicar um tempinho aos nossos... Mas não pensem que não houve experiências na cozinha, pelo contrário! Como bem sabem, há cerca de um mês celebrei o primeiro aniversário do blogue com um passatempo; a vencedora foi a Sandra Santos com o seu fantástico Bolo de Nozes com Natas. A única alteração que fiz à receita foi não colocar o recheio e adicionar uma colher de chá de canela à massa, para fazes sobressair ainda mais o sabor a frutos secos...
Não se esqueçam de visitar o Docini Blog no Facebook e deixar o vosso GOSTO. 
Sandra, ficou mesmo delicioso!!

Receita da Sandra:


Preparação: 15 min
Cozedura: 50 min
 
Ingredientes:
 
Para a Massa:
6 ovos
200 ml de vaqueiro liquida (ou 200 gr de manteiga)
400 gr de açúcar
2 dl de natas
360 gr de farinha de trigo
1 colher de chá de fermento em pó
150 gr de miolo de noz moído

Para o Recheio:
1/2 de leite condensado
100 gr de miolo de nozes picadas

Para a Cobertura:
2 dl de natas
50 gr de açúcar

Instruções

Comece por pré-aquecer o forno a 180ºC, unte uma forma redonda sem buraco com manteiga ou margarina e polvilhe-a com farinha. Reserve.

Separe as claras das gemas. Numa tigela, bata as claras em castelo bem firmes. Reserve. Á parte, bata a manteiga com o açúcar até ficar um creme esbranquiçado, junte as gemas e as natas e bata bem até incorporar todos os ingredientes. De seguida, adicione a farinha misturada com o fermento e o miolo de noz moído (coloque o miolo de noz numa picadora ou processador de alimentos e pique até ficar com uma espécie de farinha), alternando com as claras em castelo e envolva tudo delicadamente (aqui não use a batedeira).

Verta a massa na forma e leve ao forno pré-aquecido a 180ºC durante cerca de 50 minutos. Verifique se está pronto com o teste de palito, assim que esteja no ponto retire do forno e deixe arrefecer antes de desenformar.

Entretanto, prepare a cobertura, bata as natas em um chantilly suave não muito espesso adicionado o açúcar aos poucos. Reserve no frio.

Depois de o bolo estar frio, corte-o ao meio de forma a obter duas partes, coloque a parte de baixo no prato de servir e regue com o leite condensado e polvilhe com as nozes picadas grosseiramente. Coloque a outra metade por cima e verta o chantilly por cima do bolo. Na receita original diz para fazer o chantilly bem espesso e barrar todo o bolo com o chantilly. Mas eu prefiro o chantilly mais suave para colocar nos bolos.

Sirva decorado a gosto ou com metade de miolo de noz.

Nova coleção PARFOIS Desert

Pág. 4/4