Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ad

Tarteletes de morango com crumble

O tempo começa a aquecer e é praticamente impossível resistir às promoções de morangos com que os supermercados nos atacam!! Morangos para comer ao natural, com açúcar, com mel, em batidos etc. Este fim de semana, decidi experimentar uma alternativa para esses frutos vermelhos tão apetecíveis, e o resultado foram umas tarteletes sem açúcar em excesso e com uma cobertura crocante, contrastando o recheio húmido e refrescante dos morangos. Estas quantidades renderam-me 6 tarteletes.
Ingredientes:
1 embalagem de massa quebrada
1 ovo grande
2 colheres de sopa de açúcar
1 colher de sopa de farinha
250 gramas de morangos
Para o crumble:
50 gramas de manteiga
2 colheres de sopa de açúcar
3 colheres de sopa de farinha
1 colher de café de canela moída
1 colher de sopa de açúcar em pó
Começamos por untar as formas com manteiga (eu uso líquida, é mais fácil com a ajuda do pincel); seguidamente forramo-las com a massa quebrada. A forma mais fácil é desenrolar a massa, colocar as formas por cima, com a abertura para baixo e cortar com uma faca, deixando uma margem de aproximadamente 1 cm do bordo; viramos a forma, fazemos um pouco de pressão com os dedos e viramos a massa sobrante para o lado de dentro. Seguidamente, lavamos os morangos e cortamos em cubos e distribuimos pelas formas.
Batemos o ovo com 2 colheres de açúcar até aumentar o volume; adicionamos 1 colher de farinha, misturamos bem e vertemos o preparado em cima dos morangos, distribuindo por todas as tarteletes.
Numa tigela, colocamos a manteiga fria, duas colheres de de açúcar, 3 colheres de farinha e a canela, e amassamos com as pontas dos dedos até formar uma mistura esmigalhada. Com as mãos, distribuimos esta mistura areada por cima das nossas tarteletes, criando cobertura irregular. Cozinhamos em forno pré-aquecido a 185º durante cerca de 20-25 minutos. Esperamos que fiquem mornas para desenformar e, finalmente, polvilhamos com o açúcar em pó.

Tímbal de alheira com espinafres e passas

Este fim de semana ando por terras transmontanas e, como tal, nada melhor do que comer uma boa alheira produzida localmente com um pedaço de pão de trigo cozido em forno de lenha? Como havia un espinafres e algumas batatinhas cozidas com a casca para gastar, esta é a minha proposta para este fim de semana.
Ingredientes para 4 pessoas:
3 alheiras
700 gramas de batata nova cozida
150 gramas de folhas de espinafres lavadas
2 dentes de alho laminados
50 gramas de passas
1 dl de azeite
Rúcula para acompanhar
sal e pimenta preta q.b.
Começamos por retirar a pele das alheiras, e colocar o recheio num tacho anti-aderente quente com um pouco de azeite; mexemos até cozinhar um pouco e ficar com algumas partes crocantes.
Numa frigideira grande, colocamos o azeite e deixamos aquecer. Juntamos ao azeite os alhos laminados, seguidos dos espinafres; salteamos por 2 minutos e, seguidamente, juntamos  as batatinhas cortadas em rodelas ou cubos; temperamos com sal e um pouco de pimenta preta e adicionamos as passas. Esmagamos ligeiramente com um garfo e retiramos do fogo.
No prato, utilizando um aro para empratar, enchemos até dois terços da altura com o preparado as batatas e o restante com  o miolo de alheira. Com cuidado, retiramos o aro e dispomos por cima um pouco de rúcula, que regamos com um fio de azeite.
É importante servir bem quente.

Salada quente de batata com camarão e feijão encarnado

E porque para mim salada é sinónimo de variedade, cor, textura e sabores que se contrastam entre si, hoje vou deixar-vos uma receita muito completa, que podem utilizar como prato principal.
Ingredientes para 4 pessoas:
4 ovos
300 gramas de camarão descascado
100 gramas folhas de espinafres já lavadas
800 gramas de batata nova
150 gramas de feijão encarnado cozido
2 courgetes pequenas
1,5 dl de azeite
3 dentes de alho laminados
0,5 dl de vinagre balsâmico
1 colher de sopa de vinagre de vinho
50 gramas de queijo parmesão em lascas
Sal q.b
Lavamos bem as batatas, colocamos num tacho com água e bastante sal e levamos ao fogo até cozerem, momento em que escorremos e deixamos arrefecer um pouco.
Cortamos as courgetes em fatias o mais finas possível, longitudinalmente; colocamos uma frigideira ou chapa a aquecer, untamos com um pouco de azeite e grelhamos as courgetes até ficarem bem douradinhas; temperamos com sal e reservamos.
Temperamos os camarões com um pouco de sal e fritamos suavemente num tacho com o azeite e os alhos laminados. Retiramos os camarões e reservamos. Ao azeite de fritar os camarões, adicionamos o vinagre balsâmico e deixamos ferver 2 minutos.
Colocamos uma frigideira com água e um pouco de sal a aquecer; quando começar a ferver, reduzimos o fogo, adicionamos uma colher de vinagre de vinho e escalfamos os ovos, introduzindo um de cada vez e deixando cozinhar durante cerca de 4 minutos; retiramos  e escorremos.
No prato ou na travessa de serviço, colocamos uma camada de batata cozida com a casca em rodelas grossas, sobrepomos uma camada de folhas de espinafre, colocamos alguns feijões; sobrepomos uma última camada de batata em rodelas. No centro, colocamos o ovo escalfado e decoramos com os camarões, as tiras de courgete enroladas e as lascas de parmesão. Regamos abundantemente com a redução de azeite e vinagre balsâmico.

Travesseiro folhado de legumes e passas com molho de tomate

Como prometido, hoje vou deixar-vos a receita do primeiro prato que foi confecionado no workshop de Boas-vindas à Primavera. Trata-se de uma receita simples, que podemos aplicar para os legumes crus ou cozinhados que tenhamos por casa, dando-lhe uma textura crocante com o envoltório de massa Filo. Não vou por quantidades, uma vez que se trata de gastar o que há por casa. Os legumes são também orientativos, pois podem fazer esta receita com os que mais gostarem.
Ingredientes:
Folhas de massa Filo
Cenoura
Ervilhas de quebrar
Alho francês
Repolho
Sultanas
Manteiga derretida
Azeite q.b
Sal e pimenta q.b
Molho de tomate
Limpamos e cortamoas todos os vegetais em juliana (tiras finas).
Colocamos uma frigideira ou tacho ao lume com um pouco de azeite. Quando estiver quente, introduzimos os legumes, tendo o cuidado de introduzir primeiro os mais duros, como é o caso da cenoura, para que depois não estejam uns demasiado crocantes e os outros cozinhados em excesso, e deixamos cozinhar cerca de 5 a 8 minutos. Temperamos com sal e pimenta, adicionamos as sultanas e retiramos do fogo.
Colocamos as folhas de massa Filo em cima da bancada e pincelamos os bordos com manteiga derretida; Dispomos uma porção dos legumes no centro, mas deixamos um bordo de 1.5 cm; enrolamos um pouco, dobramos os bordos laterais para dentro, voltamos a pincelar com a manteiga e enrolamos até ao limite. Repetimos o processo para as restantes folhas de massa, e até esgotar os legumes.
Dispomos os rolinhos num tabuleiro untado com manteiga, pincelamos com manteiga derretida e cozinhamos em forno pré-aquecido a 200º até ficarem dourados e crocantes. Servimos com um pouco de molho de tomate.

Nova coleção PARFOIS Desert

Pág. 1/4